[spacer] [spacer]
Sign up with your email address to be the first to know about new products, VIP offers, blog features & more.
[spacer] [mc4wp_form id="4890"] [spacer] Zapisz Zapisz

Quais as 5 principais causas da disfunção erétil?

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 0 Flares ×

causas da disfunção erétil

A disfunção erétil é uma das condições que mais prejudicam a saúde sexual masculina. Apesar de temer bastante os problemas relacionados à ereção, poucos homens realmente sabem o que pode causar essa doença – situação que pode torná-la mais comum na rotina masculina do que desejamos ou imaginamos.

Várias são as condições que podem levar ao desenvolvimento da disfunção erétil. Neste artigo você vai conferir quais são as principais causas da disfunção erétil e como evitá-las na sua rotina, para manter sua saúde sexual sempre em alta.

1. Estresse: um dos fatores mais importantes no desenvolvimento dessa condição

Talvez o estresse seja uma das condições mais comumente apontadas como uma das causas da disfunção erétil. As alterações emocionais e metabólicas promovidas por essa condição resultam em uma mudança significativa na produção de hormônios e outras situações que culminam na ereção.

É exatamente por isso que homens com rotinas intensas de trabalho, com problemas em casa ou, até mesmo, enfrentando situações pessoais atípicas, podem manifestar problemas de disfunção erétil.

2. Ansiedade: homens ansiosos manifestam mais problemas sexuais

A ansiedade é, geralmente, um sintoma relacionado a um quadro de estresse, mas que pode se desenvolver sem que o indivíduo esteja sofrendo com algum tipo de pressão em casa ou no trabalho.

Indivíduos ansiosos são geralmente apontados como em risco significativo de apresentar problemas de ereção pelos mesmos motivos dos homens estressados: a produção de hormônios relacionados a essa condição influencia negativamente a capacidade de sustentar uma ereção.

causas da disfunção erétil

3. Depressão: também é uma das causas da disfunção erétil

A depressão também é uma das causas da disfunção erétil que mais atinge homens de diferentes faixas etárias e, neste caso, é o fator emocional que influencia negativamente. Homens deprimidos geralmente desenvolvem menor desejo sexual e libido, situação que influencia diretamente na sua capacidade de produzir hormônios que estimulem a ereção.

Por isso, para solucionar essa condição é preciso, primeiramente, tratar a depressão.

4. Hipertensão, diabetes e colesterol alto: saúde também infere

Doenças crônicas não transmissíveis, como a hipertensão, a diabetes e o colesterol alto, também podem ser causas da disfunção erétil. Exatamente por isso esses são os indicadores clínicos avaliados por profissionais médicos que cuidam da saúde masculina quando o assunto é problema de ereção.

Como a ereção é desenvolvida pelo sistema vascular do organismo masculino, qualquer condição que possa interferir na atividade do fluxo sanguíneo do corpo é tida como um risco para a disfunção erétil.

5. Tabagismo e alcoolismo: sobrecarga venosa prejudica a ereção

Assim como acontece com as doenças citadas acima, hábitos como o tabagismo e o alcoolismo resultam em alterações significativas na atividade vascular do organismo, podendo influenciar negativamente na capacidade de ereção do homem.

O consumo excessivo de álcool e o hábito de fumar regularmente podem sobrecarregar a atividade sanguínea no organismo, prejudicando, portanto, toda a atividade vascular do organismo – especialmente a realizada na região do pênis.

Você acredita que algumas das causas da disfunção erétil fazem parte na sua rotina? Já procurou a ajuda de um médico para evitar essa complicação? Conte para a gente sua experiência sobre o assunto!

 

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 0 Flares ×