Problemas de ereção? 4 tratamentos para você conhecer

problemas de ereção

Todo homem já sofreu, alguma vez, com os problemas de ereção. Nem sempre esses distúrbios representam algo permanente, podendo ser episódios casuais. Somente a frequência contínua do problema configura um quadro clínico a ser analisado, passível de tratamento.

tratamentos

O homem que sofre com esses problemas não deve se envergonhar, pois boa parte da população masculina mundial também sofre com ele. O mais importante é procurar ajuda médica especializada quanto antes a fim de “cortar o mal pela raiz”.

Existem diferentes tratamentos para a disfunção erétil. Neste post, apresentaremos pelo menos 4 opções. Confira!

1. Os medicamentos orais

São o tratamento mais tradicional. Consiste na ingestão de comprimidos específicos em uma dosagem específica durante um prazo determinado. É importante respeitar a dosagem específica, determinada pelo médico especializado em saúde sexual masculina. O uso indiscriminado desses remédios pode ocasionar efeitos colaterais sérios, inclusive se o paciente já tiver problemas cardiovasculares.

As substâncias que compõem esses medicamentos promovem uma maior concentração sanguínea nos corpos cavernosos, permitindo o desenvolvimento da ereção. Há um período durante o qual a substância continua exercendo sua ação, permitindo que o homem obtenha ereções satisfatórias.

Uma das possíveis reações indesejadas no consumo indiscriminado dessas substâncias é o priapismo: ereção contínua por muitas horas, provocando dor e incômodo no homem. O nome “priapismo” é uma alusão a Príapo, divindade filha de Vênus e Baco, que vivia sempre de pênis ereto.

2. A reposição hormonal

A reposição hormonal é outro possível tratamento para os problemas de ereção. Pode ser usado conjuntamente com outros tratamentos, como a ingestão de medicamentos.

problemas de ereção

A finalidade desse tratamento é suprir a carência do hormônio masculino testosterona no organismo do paciente, considerando que os níveis dele estejam muito baixos. Somente o médico especializado poderá recomendar esse tratamento depois de medir, por meio de exames, a quantidade de testosterona no sangue do homem.

Essa reposição também é feita por meio de cápsulas ou comprimidos que possuem uma determinada quantidade concentrada de testosterona. É preciso respeitar a dosagem especificada no tratamento pelo prazo determinado pelo médico.

3. A terapia psicológica

É fato constatado que o emocional influi decisivamente sobre a sexualidade. Um homem cheio de problemas, que sofre de estresse e depressão, tende a apresentar problemas de ereção, seja em curto, médio ou longo prazo. Mesmo que existam causas fisiológicas, as causas emocionais também podem existir.

O objetivo da terapia psicológica é avaliar os motivos mentais e emocionais dessa disfunção erétil e procurar saná-los. O medo, a ansiedade, a angústia, a baixa autoestima, a falta de confiança, os problemas de relacionamento, a excessiva timidez, os tabus — tudo pode contribuir para o desenvolvimento de problemas sexuais, principalmente de disfunções eréteis.

As dívidas e o desemprego, por exemplo, que são um problema comum na vida do consumidor moderno, podem gerar diferentes problemas emocionais que vão repercutir negativamente no desempenho sexual do homem, podendo causar complicações no mecanismo eretor.

4. As próteses penianas

Outro tratamento possível para os problemas de ereção são as próteses penianas. Trata-se de implantar no pênis um sistema rígido ou inflável que permite ao membro manter-se ereto para a penetração. No sistema rígido, o pênis se mantém ereto por todo o tempo. No sistema inflável, o pênis não fica sempre intumescido, volta ao tamanho original após a relação sexual.

Esse tratamento não é muito comum, é recomendado quando as outras soluções não surtem o efeito desejado.

O que você acha dos tratamentos usados para os problemas de ereção? Você tem sofrido com eventuais disfunções eréteis? Já procurou uma clínica especializada em saúde masculina? Faça seu comentário sobre o post!

5/5 - (1 vote)
tratamentos