Impotência sexual: saiba quais são as causas e como tratar

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 0 Flares ×

A impotência sexual, também conhecida como disfunção erétil, está entre os problemas que mais assustam os homens. Isso porque mexe com a autoestima e coloca em questão a virilidade masculina. De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), a impotência sexual atinge 15 milhões de homens no Brasil, ou seja, 30% da população masculina. 

Já uma pesquisa feita pela Sociedade Brasileira de Urologia, em parceria com a Bayer, revela que 42% dos brasileiros temem ter disfunção erétil em algum momento da sua vida. Esse medo de “falhar” é um fantasma que pode nem ser tão assustador assim, isso porque você só precisa descobrir as causas para ter o tratamento de acordo com o seu problema. Falaremos mais sobre isso a seguir. Confira!.

tratamentos

Afinal, o que é impotência sexual?

A ereção acontece quando os corpos cavernosos, compostos por duas estruturas esponjosas e cilíndricas que ficam no interior do pênis, ficam repletos de sangue. Para que isso aconteça é necessário que um sinal do sistema nervoso central libere o óxido nítrico, neurotransmissor que relaxa os vasos sanguíneos do corpo cavernoso e facilita a entrada de sangue nele. A impotência acontece quando o fluxo sanguíneo não é suficiente para manter a ereção.

A disfunção erétil pode ser considerada um distúrbio quando o homem apresenta dificuldades em, no mínimo, 75% de suas tentativas durante a relação sexual. O problema costuma ser mais frequente em homens a partir dos 40 anos, mas os jovens também podem apresentar quadros de impotência sexual.

Estima-se que 52% da população masculina adulta apresentará algum grau de disfunção erétil ao longo da vida. Desse total, 10% representam os casos graves, 25% moderados e 17% em grau mínimo. De acordo com o Dr. Emílio Sebe, a maioria dos casos de disfunção erétil se dá por aspectos fisiológicos, já que o problema está diretamente ligado a qualidade da vascularização da região peniana. Ou seja, quanto maior o fluxo de sangue nesta região, maior será a qualidade da ereção do paciente. Os fatores emocionais ou psicológicos que podem desencadear a disfunção erétil representam apenas 10% do total de casos.

Causas da impotência sexual

Há quatro possíveis causas para a impotência sexual: disfunção orgânica – que pode ser problema vascular de origem arterial, hormonal, emocional e alterações na anatomia do pênis – esse último representa um número mínimo dos casos.

As causas orgânicas para a impotência sexual podem ser devido a diabetes melito, hipertensão, doenças cardiovasculares, obesidade, dislipidemia (aumento dos níveis de colesterol no sangue), tabagismo, excesso de consumo de bebida alcoólica, insuficiência renal crônica, problemas na tireoide e após um acidente vascular cerebral (AVC). Já os problemas emocionais para a disfunção erétil podem ser estresse, depressão, transtorno de ansiedade, síndrome do pânico, entre outros.

Tratamento

Os tratamentos para a impotência sexual variam de acordo com cada caso e para isso é necessário avaliação médica e realização de exames. O diagnóstico pode ser feito através de um exame chamado Eco-doppler peniano, que mede o fluxo arterial e analisa a existência de obstruções arteriais penianas. Outro método é o da injeção intracavernosa. Ela serve para aumentar o fluxo sanguíneo nas artérias, provocando uma ereção que dura entre 10 e 20 minutos. Quando o paciente não apresenta problemas orgânicos, a ereção acontece e o problema pode ser psicológico.

Os tratamentos podem ser com medicação via oral, reposição hormonal, enrijecimento peniano por sucção, prótese peniana e psicoterapia, lembrando que só o médico especializado pode prescrever o tratamento adequado para cada caso. Quer saber mais sobre os tratamentos disponíveis? Clique aqui.

Hábitos saudáveis

Quando se trata da saúde sexual masculina uma coisa é certa: os hábitos de vida saudáveis ajudam muito a evitar futuros problemas de impotência sexual. Para isso, é importante ter uma alimentação saudável com acompanhamento profissional, fazer atividades físicas regulares, evitar o uso do cigarro e a ingestão de bebidas alcoólicas e cuidar da saúde psicológica. A adoção de hábitos saudáveis pode evitar problemas cardiovasculares, hipertensão, diabetes, entre outros. Por isso, cuide-se e caso haja algum problema de disfunção erétil, procure um médico para um tratamento adequado e eficiente.

tratamentos