Higiene masculina: cuidados que o homem deve ter com a região íntima

Um corpo bem cuidado vai muito além da estética. Seja homem ou mulher, o segredo para uma boa saúde está nos pequenos detalhes, naqueles cuidados básicos que muitas vezes não damos a devida importância e que acabam passando despercebidos. Veja, tanto a higiene masculina quanto à feminina são pilares importantíssimos quando o assunto é saúde e bem-estar.

Saúde porque garantimos que nosso organismo esteja munido de nutrientes para construir barreiras que impeçam vírus e bactérias de acometerem nosso corpo. Já o bem-estar está diretamente ligado com uma vida sexual saudável.  Afinal, higiene íntima em dia evita uma série de surpresas desagradáveis na hora H, não é mesmo?

tratamentos

Em resumo, o que estamos querendo dizer é:  Cuidar da higiene pessoal é extremamente importante para sua qualidade de vida sexual e também para sua saúde. Vamos entender melhor o assunto nas próximas linhas? Então, vem com a gente e saiba tudo sobre os cuidados que todo homem deve ter com a sua região íntima.

Depois, conta pra gente nos comentários o que você achou desse conteúdo. Assim, mais homens como você poderão ter acesso a esse artigo para sanarem suas principais dúvidas sobre o assunto. Combinado? Então, boa leitura.

Os tabus que envolvem a higiene masculina

Você sabia que, seja por falta de hábito ou por questões culturais, ainda é grande o número de homens vítimas de infecções por fungos e bactérias ou câncer de pênis em decorrência da falta de higiene na região? Pois é. Inclusive, a falta de higiene é o principal fator de risco desse tipo de câncer. 

Infelizmente, muitos homens negligenciam hábitos fundamentais de higiene, como por exemplo, secar o pênis após urinar. Percebe o quanto adotar uma atitude simples no seu dia a dia pode ser decisivo para o seu bem estar?

A verdade é que quando falamos em região íntima, uma série de tabus – criados ao longo dos tempos – vêm à tona.

Veja, anos atrás não era comum que pais e mães falassem abertamente sobre esse assunto com os filhos. Naturalmente, as crianças cresciam sem saber ao certo como fazer uma higiene adequada. Assim, muitos meninos se tornaram homens maduros trazendo consigo hábitos nada saudáveis.

De todo modo, nunca é tarde para aprender como se cuidar, não é mesmo?

O que fazer para manter a higiene masculina em dia

A higiene íntima evita inflamações, irritações e até infecções graves causadas por fungos. Além disso, como dissemos acima, tem ligação direta com o bem estar sexual. Por isso, a seguir, você vai ver alguns cuidados para facilitar esse processo de limpeza:

Lave as mãos antes e depois de ir ao banheiro

Lavar as mãos depois de ir ao banheiro é um ato básico de higiene. O que muitos não sabem, é que é preciso ir até à pia antes mesmo de urinar. Sim, é verdade.

Higienizar as mãos antes de tocar no pênis é fundamental para reduzir o risco de levar fungos e bactérias para o órgão genital.

Isso porque, encostando na região genital com a mão suja, aumenta a probabilidade de acontecer a contaminação da mucosa e da pele do local com germes acumulados, o que pode levar a diversas doenças.

Lave completamente no banho

Uma limpeza completa no órgão genital evita o mau odor e previne infecções por bactérias, fungos e até mesmo câncer de pênis.

Assim, a limpeza completa inclui a retração do prepúcio para poder lavar em volta da glande com água e sabonete e retirar toda a secreção branca que fica acumulada no local. Para homens com fimose não operada é ainda mais importante higienizar corretamente essa região. Também é imprescindível estender a limpeza para testículos, ânus e virilha.

Seque o pênis após urinar

Enxugar o pênis com papel higiênico após urinar evita os resquícios de urina na cueca.

Quando entram em contato com a pele, esses restos de urina podem causar uma inflamação no local ou até mesmo uma infecção por fungos.

Além de gerar riscos para a saúde, esses resquícios de urina na cueca também podem causar um odor forte, causando assim um constrangimento.

Lave o pênis após a relação sexual

Lavar o pênis após a relação sexual ajuda a remoção do lubrificante da camisinha que fica misturado ao sêmen.

Caso a relação sexual tiver acontecido sem proteção, segue sendo importante lavar o órgão sexual para então limpar o resíduo de esperma misturado com secreções vaginais.

A lavagem não elimina o risco de infecção, mas diminui a probabilidade.

Cuide quais cuecas comprar

Aposte em modelos como boxer ou samba-canção que não apertam o escroto e permitem que o ar circule melhor e evite umidade no local. Dê preferência também pelo tecido de algodão. O algodão absorve melhor o suor que os sintéticos.

Além disso, as cuecas de algodão são mais macias, e consequentemente mais confortáveis, e por conta disso não causam irritação na maioria das peles, diferentemente dos sintéticos que retêm a umidade favorecendo o surgimento de fungos e tornando-se desconfortável.

Durma sem cueca 

Dormir sem cueca é uma excelente maneira de se prevenir o surgimento de fungos ou infecções, já que a pele permanece seca e refrescada durante toda a noite de sono. Além disso, o uso dessa peça íntima ao dormir pode potenciar o aumento da temperatura nos testículos, o que pode prejudicar a qualidade do esperma.

Lave bem as peças íntimas antes de usá-las

A melhor forma de higienizar as cuecas é lavando-as diariamente após o uso e trocando a peça todos os dias. Atenção! As cuecas não devem se acumular no cesto de roupa suja, nem ser mantidas com outras peças de roupas. Afinal, os resíduos e secreções que se acumulam na peça podem se proliferar, dificultando a higienização e inclusive arriscando contaminar outras roupas.

Quais consequências a má higiene masculina pode trazer?

No decorrer desse texto, nós falamos muito sobre as consequências primárias que uma higiene íntima não adequada pode trazer à saúde, certo? Mas os hábitos podem levar a condições bem mais graves.

Veja, a falta de higiene, além de potenciar o surgimento de odores desagradáveis ou de infecções por fungos ou bactérias – como alertamos logo no início do artigo – pode também aumentar o risco de inflamações no pênis, como a balanite, por exemplo. Trata-se de uma inflamação na glande ou no prepúcio (nesse caso, a inflamação recebe o nome de balanopostite).

Essa doença provoca sintomas desagradáveis como coceira, dor, calor, vermelhidão, corrimento amarelado ou ardência no pênis.

Além disso, se essa inflação no pênis aparecer com frequência, pode também resultar em alterações nas células dessa região, evoluindo para um quadro mais grave, como uma situação de câncer, por exemplo.

Inclusive, dependendo do tipo da doença pode levar à amputação do órgão e até a óbito, caso não seja tratada rapidamente. Só para se ter ideia, de acordo com o INCA (Instituto Nacional do Câncer), em 2009 surgiram 4637 novos casos de tumor peniano, sendo a maioria na região norte e nordeste.

Conclusão

Manter a higiene masculina em dia é bom para você e para a sua parceira. Isso porque, a falta de higiene íntima também pode acarretar problemas para as parceiras sexuais. Afinal, devido à anatomia do seu órgão genital, as mulheres estão mais expostas a fungos e bactérias e contraem doenças sexualmente transmissíveis com mais facilidade.

Por isso, cuidar da higiene íntima é, sem dúvida, uma forma de amor próprio e amor a parceira, que precisa ser cultivada todos os dias!

Gostou das nossas dicas e quer saber mais sobre o assunto? Então, continue navegando por aqui, em nosso Blog. Periodicamente, publicamos conteúdos exclusivos sobre o universo da saúde sexual masculina, que podem ajudar você a sanar eventuais dúvidas em relação ao tema. Você também pode nos acompanhar em nossas redes sociais, Facebook e Instagram.

Por lá, compartilhamos com os nossos seguidores as principais informações, dicas e novidades que permeiam o assunto. Gostou? Então, não perca tempo. Visite nossas páginas e saiba tudo em primeira mão.

5/5 - (1 vote)
tratamentos