Falta de Libido: como encarar e resolver a situação?

Muito se fala sobre a falta de libido feminina, seja em razão do uso de anticoncepcionais, parto, amamentação, menopausa, entre outras possibilidades. No entanto, a maioria das pessoas nem faz ideia de que esse problema também afeta, e muito, os homens.

Veja, é totalmente natural que em alguns momentos o apetite sexual masculino não surja ou simplesmente diminua ao longos dos anos. Porém, se a falta do desejo passa a ser recorrente pode ser sinal de algum problema mais grave e que deve ser investigado. Nesses casos é extremamente importante identificar as causas para iniciar um tratamento adequado, que resolva ou pelo menos minimize o problema e evite a piora do quadro. 

tratamentos

Além disso, pode acontecer de um homem ter ereções, mas não sentir desejo de ter relações. Nesse caso, ele pode estar sofrendo de uma baixa libido. Por outro lado, ele pode ter muita vontade de ter relações, mas não conseguir ter ereções. Então, este, sofre de disfunção erétil. Assim, esses quadros são comumente confundidos como sendo a mesma coisa, mas suas causas e tratamentos, na verdade, são bem diferentes.

Mas e você, está passando por essa situação e quer entender quais são os fatores internos ou externos que podem estar influenciando na queda da libido?  

E mais! Você quer saber o que fazer para resolver o problema e ter a sua vida sexual ativa novamente? Então, leia esse conteúdo até o final. Nele, você vai sanar suas principais dúvidas sobre o assunto. Boa leitura!

Quais as razões para a falta de libido masculina

A falta de libido masculina pode ter sua origem física (Idade, disfunções hormonais, uso de medicamentos, uso exagerado de álcool e outros drogas) ou problemas psicológicos (depressão, ansiedade, estresse).

Assim, como os causadores da falta de libido no homem são muitos, o primeiro passo para iniciar o tratamento é identificar o que está causando o problema.

Separamos as principais causas da falta de libido masculina, e também algumas dicas de como melhorar essas questões para desfrutar de uma vida sexual saudável. Mas não se esqueça que caso o problema persista, é preciso buscar um médico especialista.

Estresse

Atualmente, no mundo em que vivemos, é cada vez mais comum as pessoas passarem por situações de nervosismo extremo, fazendo com que ocorra no organismo o aumento do cortisol e da adrenalina. Ambos hormônios, principalmente o segundo, afetam o sistema límbico, este, responsável por produzir a serotonina, neurotransmissor da alegria e do prazer. Este impacto, portanto, pode levar à redução do desejo sexual nos homens. Além disso, o estresse pode provocar a queda no nível de testosterona.

Se esse for o seu caso, é recomendável a mudança de rotina com atividades que ajudam a “desligar a mente” como: massagens, atividades físicas entre outros hobbies em geral. Em resumo, tire um tempo para você.

Hormônios

Com o passar dos anos, é natural que os hormônios masculinos diminuam. Assim, a falta de libido tende a ser comum. Neste caso é preciso fazer alguns exames para verificar a sua taxa e, caso seja preciso, o médico especialista em saúde sexual masculina optará pelo tratamento de reposição hormonal. Por isso, é muito importante manter regular as visitas ao médico para, inclusive, tratar de forma preventiva a condição.

Consumo excessivo de álcool

O consumo excessivo de álcool pode, momentaneamente, diminuir a libido e o desempenho sexual, já que influencia na liberação de hormônios, como a serotonina, progesterona e testosterona, que alteram o fluxo sanguíneo, prejudicando a ereção e a ejaculação. Em longo prazo, o consumo continuado causa disfunção erétil e aumenta os riscos do homem desenvolver depressão, o que também reduz a vontade de transar.

Como identificar a falta de libido?

Engana-se quem acredita que a falta de apetite sexual só pode ser identificada nos momentos de intimidade entre o casal. Na verdade, existem alguns sinais que devem servir de alerta para que você consiga identificar o problema mais rapidamente para resolvê-lo. Veja a seguir:

Baixo interesse sexual

Este, sem dúvida, é o principal sintoma da baixa libido dos homens. O pouco interesse sexual, no entanto, não é o único sinal de que as coisas não vão muito bem. Ainda assim, é ele o que mais preocupa quando aparece. Nesse quadro, o homem não possui mais o desejo de ter relações sexuais com a parceira e, quando tem, sua performance não é mais a mesma do que era antes.

Cansaço

O cansaço e a falta de disposição, quando aparecem em conjunto com os outros sintomas listados neste artigo, podem estar relacionado aos baixos níveis de testosterona, impactando na baixa libido em homens.

Problemas de memória

Homens que sofrem de baixa libido podem também apresentar problemas de memória. Isso ocorre pois a testosterona atua diretamente no sistema nervoso e, assim, a falta de atenção provocada pode gerar dificuldade de memorização.

Mudanças de humor

são muitos os casos em que homens nesta condição apresentam maiores índices de depressão na terceira idade. Como vimos, a testosterona influi diretamente no sistema nervoso e sua falta afeta o bem-estar das pessoas do sexo masculino.

O que fazer ao identificar a falta de libido masculina?

Falta de comunicação, intimidade ou problemas conjugais, podem ser fatores importantes para a falta de libido. Por isso o acompanhamento psicológico pode ser uma solução para voltar a ter uma vida sexual saudável.

Além disso, como dissemos acima, a diminuição do desejo sexual também pode estar relacionada com alguma disfunção ou patologia. Nesse caso, é recomendado buscar o auxílio e orientação de um especialista, para ter um acompanhamento personalizado.

E lembre-se sempre: é muito importante manter o diálogo com a sua parceira sobre o que está acontecendo. A compreensão mútua é a chave para o sucesso do tratamento. Portanto, converse e deixe tudo às claras.

Como evitar o problema

Você pode adotar algumas medidas ao longo da vida para evitar a falta de libido masculina. Mas é preciso estar ciente quem nem sempre o problema poderá ser resolvido sem algum tipo de medicamento. Portanto, a ajuda de um especialista é sempre a melhor coisa a se buscar.

De toda forma, hábitos simples do dia a dia podem ajudar a evitar o quadro. Veja, se alimentar de forma adequada – evitando assim o sobrepeso – praticar atividade física regularmente, bem como evitar uso excessivo de álcool e cigarro, são atitudes fundamentais para o organismo como um todo.

Portanto, a dica é: mantenha uma rotina saudável em todos os aspectos.

Conclusão

Em resumo, a falta de libido não é um problema grave. Pelo contrário! Ele pode ser revertido se houver vontade e disposição do paciente. Veja, superar tabus em relação à virilidade e buscar ajuda, é um ótimo começo.

Agende uma consulta com um médico especialista em saúde sexual masculina, o mesmo irá solicitar alguns exames específicos para identificar a origem da falta de libido e propor o melhor tratamento.

Gostou do conteúdo e quer saber mais sobre o assunto? Então, continue navegando pelo nosso blog. Por aqui, publicamos informações valiosas sobre saúde sexual masculina e tudo o que se relaciona a ela.

Você também pode obter mais informações por meio de nossas páginas nas redes sociais Facebook e Instagram.

A falta de libido é muito comum, porém não é preciso conviver com ela, entre em contato com a Lifemen e desfrute de uma vida sexual saudável.

Rate this post
tratamentos