[spacer] [spacer]
Sign up with your email address to be the first to know about new products, VIP offers, blog features & more.
[spacer] [mc4wp_form id="4890"] [spacer] Zapisz Zapisz

Sem categoria

Coronavírus: o que você precisa saber.

Coronavírus: tudo o que você precisa saber

Foi detectado o 1º caso de coronavírus no Brasil, em SP. É hora de prestar atenção nos sintomas e se prevenir com medidas eficazes.

Os principais sintomas
podem ser confundidos com um resfriado ou gripe. São eles:

– Febre
 – Tosse
– Dificuldade para respirar

A transmissão do coronavírus pode acontecer através de espirros, tosse, catarro, gotas de saliva ou pelo contato físico (como um simples aperto de mão) com alguém contaminado.

Mas, como se prevenir?
Os cuidados que devemos ter com prevenção são parecidos com os que temos para evitar resfriados e gripes:

– Ao espirrar ou tossir, cubra a boca.

– Não compartilhe com outras pessoas seus objetos de uso pessoal (especialmente itens de higiene).

– Lave as mãos com frequência.

A importância da higiene na saúde sexual masculina

A importância da higiene na saúde sexual masculina

Higiene é assunto sério! E quando o tema é saúde
sexual masculina, mais ainda.
A falta de higiene correta pode gerar uma série de problemas como infecções,
assaduras e até mesmo câncer. Segundo dados da Sociedade Brasileira de Urologia,
por ano, ocorrem cerca de mil amputações do órgão genital masculino. Isso
porque, diferente do que acontece com as meninas, os meninos recebem menos
orientações sobre a importância da higiene bem feita.

Um equívoco bastante comum quando o assunto é saúde sexual do homem, é ligar a
saúde íntima masculina com sexualidade.  

Na maioria das vezes a saúde íntima masculina é associada apenas à sexualidade,
o que é um grande equívoco. Se com as meninas, os cuidados e informações
começam na primeira infância, tratamos o mesmo tema, com os meninos, de forma
bem diferente,

Mitos e verdades sobre saúde sexual masculina

#MitoOuVerdade

Exercício físico pode contribuir para quadros de disfunção erétil.
Verdade.

Praticar atividade física pode melhorar os quadros de DE porque os exercícios melhoram o sistema circulatório e mantém o sangue fluindo por todo o corpo. E tudo o que o pênis precisa para manter uma ereção firme é uma boa circulação. Sem o fluxo adequado, a ereção pode não ser suficiente para que a penetração aconteça.

Disfunção erétil não se trata com fármacos.
MITO.
A DE é tratada com fármacos, sim. Mas,
só pode ser prescrita por um médico. Nada de comprar fármacos por outros meios,
como a internet, pois estes são frequentemente falsificados e potencialmente perigosos.

Vários tipos de doenças podem causar a disfunção erétil.
Verdade.
A DE pode ser resultada de múltiplos fatores físicos, psicológicos ou da combinação de ambos.

Como uma vida sexual saudável contribui para o melhor envelhecimento

Como uma vida sexual saudável contribui para o melhor
envelhecimento

Se antigamente éramos considerados avós aos 60 anos, hoje
esse rótulo já não cabe mais. Estamos mais ativos, longevos e cada vez mais,
buscamos qualidade de vida em todas as esferas para envelhecer bem.

Um dos fatores fundamentais para chegar à terceira idade com
qualidade de vida e cabeça boa é manter a vida sexual tão ativa quanto seja
possível. Claro que a vida sexual muda. No entanto, é possível enfrentar as
novas questões como dificuldade de ereção, andropausa, síndrome genitourinária,
diminuição dos hormônios e da libido masculina, com tranquilidade.  Sabemos que essas questões impactam na autoestima
e não fáceis de falar. No entanto, enfrentar esse momento novo é fundamental
para resolver. Pra isso, acompanhamento médico e auto cuidado são primordiais,
pois uma vida sexual insatisfatória pode mexer profundamente com o humor e
acarretar quadros importantes de depressão,